Posts tagged Guerra Paulista

imagem-mini-destaque-revolução-1932

Especial 9 de Julho – A revolução constitucionalista de 1932 – Feriado

Quando Surgiu o feriado ?

 

Na íntegra a lei

A seguir, confira o texto da lei estadual que define como feriado o dia  9 de Julho.

Lei nº 9.497, de 5 de março de 1997

(Projeto de Lei nº 710/95, do deputado Guilherme Gianetti – PMDB)

Institui, como feriado civil, o dia 9 de julho, data magna do Estado de São Paulo.O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:

Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei:

Artigo 1º – Fica instituído, como feriado civil, o dia 9 (nove) de julho, data magna do Estado de São Paulo, conforme autorizado pelo artigo 1º, inciso II, da Lei Federal nº 9.093, de 12 de setembro de 1995.

Artigo 2º – As despesas decorrentes da execução desta lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário.

Artigo 3º – Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Palácio dos Bandeirantes, 5 de março de 1997.

MÁRIO COVAS

 

Paulistas comemoram o feriado de 9 de julho desde More >

imagem-mini-destaque-revolução-1932

Especial 9 de Julho – A revolução constitucionalista de 1932 – Videos

Parte 1 Parte 2  Parte 3 Resumo Fotos Feriado Videos

 

Parte 1 Parte 2  Parte 3 Resumo Fotos Feriado

imagem-mini-destaque-revolução-1932

Especial 9 de Julho – A revolução constitucionalista de 1932 – Fotos

Parte 1 Parte 2  Parte 3 Resumo Fotos Feriado Videos

 

 

imagem-mini-destaque-revolução-1932

Especial 9 de Julho – A revolução constitucionalista de 1932 – História – Parte 3

Parte 1 Parte 2  Parte 3 Resumo Fotos Feriado Videos

Para o comando da 2ª Região Militar de São Paulo foi designado o general Isidoro Dias Lopes, e para o comando da Polícia Militar do Estado de São Paulo, então denominada “Força Pública”, foi nomeado o major Miguel Costa. Ambos tinham tentado derrubar o governo paulista na Revolução de 1924. Miguel Costa havia sido expulso da Força Pública por causa de suas ações em 1924. Isidoro Dias Lopes, porém, passaria para o lado dos paulistas para ser um dos comandantes da Revolução de 1932.

Após a derrota de São Paulo em 24 de outubro de 1930, quando triunfou a Revolução de 1930, foi deposto o presidente em exercício de São Paulo Heitor Penteado e o estado passou a ser governado pelo “Gabinete dos 40 dias”, tendo o Tenente João Alberto como Delegado Militar da Revolução, formado por próceres do Partido Democrático. O Gabinete dos 40 dias renunciou devido às pressões dos tenentes, rompendo com João Alberto.

A partir da renúncia do Gabinete More >

imagem-mini-destaque-revolução-1932

Especial 9 de Julho – A revolução constitucionalista de 1932 – História – Parte 2

Parte 1 Parte 2  Parte 3 Resumo Fotos Feriado Videos

Em meio à grave crise econômica, devido à Grande Depressão de 1929 que derrubara os preços do café, Júlio Prestes, que era membro do Partido Republicano Paulista, foi eleito presidente em 1 de março de 1930, vencendo em 17 estados e no Distrito Federal, mas não tomou posse. Apesar da grande votação nos 3 estados aliancistas, Getúlio Vargas foi largamente derrotado. Júlio Prestes, em São Paulo, teve 91% dos votos válidos. A ala mais radical da Aliança Liberal resolve pegar em armas e usa o assassinato de João Pessoa, em julho de 1930, como o estopim do movimento. O crime não teve motivos políticos, mas foi usado como tal, cujo impacto emocional deu novo ânimo aos oposicionistas derrotados. Cresce o apoio popular e os preparativos do golpe foram levados adiante e com rapidez, pois se aproximava o momento da posse de Júlio Prestes.Em 3 de outubro de 1930 estoura a insurreição. Os rebeldes tomam os três estados que irradiaram a More >

imagem-mini-destaque-revolução-1932

Especial 9 de Julho – A revolução constitucionalista de 1932 – História – Parte 1

História – A revolução constitucionalista de 1932 Contexto da revolução de 1930 e seus desdobramentos

Parte 1 Parte 2  Parte 3 Resumo Fotos Feriado Videos

Na primeira metade do século XX, o Estado de São Paulo vivenciou um acelerado processo de industrialização e enriquecimento devido aos lucros da lavoura de café e à articulação da política do café-com-leite. Por essa política, criada pelo presidente da república Campos Sales, se alternavam na presidência da República políticos dos estados de São Paulo e de Minas Gerais10 , os estados mais ricos e populosos da União.

No início de 1929, o governo de Washington Luís, ao nomear o paulista Júlio Prestes, apoiado por 17 estados, preteriu a vez de Minas Gerais no jogo da sucessão presidencial, rompendo a “política do café-com-leite”, que vinha sendo aplicada desde o governo de Afonso Pena (1906-1909) que substituiu o paulista Rodrigues Alves na presidência da República.

Washington Luiz

De acordo com este revezamento Minas Gerais – São More >

imagem-mini-destaque-revolução-1932

Especial 9 de Julho – A revolução constitucionalista de 1932

Breve Resumo

A Revolução Constitucionalista de 1932, Revolução de 1932 ou Guerra Paulista, foi o movimento armado ocorrido no Estado de São Paulo, Brasil, entre os meses de julho e outubro de 1932, que tinha por objetivo a derrubada do Governo Provisório de Getúlio Vargas e a promulgação de uma nova constituição para o Brasil. (mais…)

Go to Top